A Associação Brasileira de Enfermagem em Terapia Intensiva - ABENTI vem em nome dos enfermeiros que representa, esclarecer ao presidente da República e a todos os Brasileiros sobre as atividades do Enfermeiro e sua formação.

Em recente comunicação veiculada acerca da revalidação de profissionais médicos do Programa mais médicos ou Médicos do Brasil, o Senhor presidente se referiu que caso não alcancem o resultado poderiam ser enfermeiros.

Essa declaração em muito tem haver com uma cultura instalada no Brasil que demostra que as pessoas não sabem o quem é o enfermeiro, sua atuação e importância.

Países desenvolvidos publicam anualmente resultados de pesquisas em que a população define que são os profissionais que mais merecem respeito. Como exemplo, nos Estados Unidos e na Inglaterra, ano após ano o enfermeiro está no topo da pirâmide como o profissional mais respeitado desses países.
No Brasil é um desafio devido posicionamentos que afastam as categorias profissionais e as colocam com um clima de disputa quando elas deveriam ser encorajadas a trabalhar juntas em prol do cuidado seguro ao paciente. Muitos movimentos mundiais, com representantes que são formadores de opinião como a duquesa de Cambridge e a protagonista de Games of Thrones - Emila Clark, no movimento Nurse Now, tem colaborado no fortalecimento da categoria Enfermeiros. A grande mãe da terapia Intensiva era enfermeira, a conhecida Florence Nightingale que fez grandes transformações nos resultados dos pacientes.

Enfermeiros diariamente saem das suas casas para plantões, em muitos lugares sem estrutura, para fornecer e gerenciar o cuidado de todos os grupos de pacientes. O nosso colega médico, prescritor do paciente, deixa suas contribuições para a melhoria do paciente assim como as outras categorias profissionais da equipe multidisciplinar. O ENFERMEIRO coordena o cuidado, é responsável por garantir que o cuidado planejado aconteça integrando todos os membros da equipe ao cuidado.

Poderíamos elucidar vários aspectos para desmistificar quem somos. A verdade é que fazemos diariamente um trabalho incansável na esperança de que com nossas ações conseguiremos transformar o ambiente de saúde e desfazer conceitos obsoletos e desrespeitadores, como os manifestados.

Médicos que não passem em qualquer exame que seja, não podem ser enfermeiros, a não ser que inicie e conclua a graduação específica.

A sociedade Brasileira de Enfermagem em Terapia Intensiva está aberta para esclarecimentos maiores.

Widlani Montenegro
Presidente ABENTI
Biênio 2019-2020

#enfermeironaoemedicoquenaodeucerto #abentinalutapeloenfermeiro #enfermeiroumprofissionalvalorizado